Olhares Podcast | Ep #05 Feminismo e linguagem
361
post-template-default,single,single-post,postid-361,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,qode-title-hidden,qode_grid_1300,side_area_uncovered_from_content,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-10.1.1,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

Ep #05 Feminismo e linguagem

As palavras têm poder.
Podemos não acreditar, mas tudo que falamos e lemos determina nossa forma de agir e pensar.
Por isso precisamos de uma linguagem mais inclusiva, para garantir que as mulheres não sejam tão invisibilizadas.
Hoje contamos com uma convidada especial, Ana Lima, Doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de Brasília

Convidada: Ana Lima Ribeiro

 

Referências citadas no episódio

 

Lágrimas de Sangue: 2 casos de violência doméstica

Enfermeira morta e amarrada na cama.
Marido tem crise de ciúme e espanca mulher ao vê-la de cabelo pintado e maquiada

 

Caleidoscópio

Livro:

Hermilo Borba Filho: Tetralogia do cavaleiro da segunda decadência
A lenda da donzela que vai à guerra.

Filmes:

Ágora/Alexandria (2009)
O milagre de Anne Sulivan (1962) IMBD e Wikipedia

A Chegada (2016) 

Texto: Balada de Mulan

Assine o Olhares Podcast:

iTunes | Agregador para Android

Siga, curta, comente e compartilhe:

                                         

  • Olá meninas do Olhares, tudo bem? Este é meu primeiro comentário no site \o/
    Sobre o episódio, queria refletir mais sobre o assunto. E o episódio foi muito importante para isso, a questão da linguagem é algo que se não for pensado previamente, podemos estar sendo preconceituosos, mesmo que a intenção não seja essa.

    Gostaria de ter mais amigas mulheres para entender melhor como eu posso mudar aos poucos, afinal cresci em uma casa que só tem uma mulher até hoje, minha mãe. Percebo que evoluí bastante com o passar dos anos, mas é notável como a maioria dos meus primos e tios ainda tem pensamentos machistas em relação as mulheres de hoje, que são bem mais empoderadas e mostram ser sempre mais capazes que nós homens.

    Percebi que ficaram alguns espaços em branco ao ouvir o episódio, não sei se isto está nos demais, porém fica a dica de se atentar melhor na hora da edição. Também percebi que passaram mais vícios de linguagem do que deveriam, além do áudio estar um pouco mais baixo, estava ouvindo no ônibus e mesmo com o volume no máximo, não conseguia ouvir, por isso terminei de ouvir hoje de manhã com um ambiente mais calmo.

    Também sugiro que implementem a plataforma do disqus nos comentários do site, ele tem várias qualidades, além de ser mais fácil compartilhar episódios por ele.

    No mais, bom episódio, alguns erros na edição. mas nada gritante ao ponto de impedir o assunto do episódio, que ficou ótimo, abraços pessoal! 🙂